ÚLTIMA FLOR DO LÁCIO

livros

Saber que o Museu da Língua Portuguesa estava em chamas é uma tristeza muito grande. Doeu saber e ver a fumaça daqui de casa que, inclusive, entrava, ainda que leve, no meu apartamento, afinal, moro apenas a 1 quilômetro do museu… este museu lindo, com tudo sobre a nossa língua mãe, além de diversas e ótimas exposições, que acaba por ruir.

É triste saber que um lugar onde eu já fui várias vezes e adorava ficar lendo nas paredes toda a história arcaica sobre a origem da nossa língua não existe mais… um lugar onde se aprendia um pouco mais, com uma bela estrutura e que oferecia ao público a história da nossa linguagem…

E hoje, nosso belo Museu da Língua se foi…assim como parte de nossa língua que se vai todo dia…

A língua muda, eu sei, mas ela, a última flor do Lácio, inculta e bela, és a um tempo esplendor, e hoje, infelizmente, junto com sua casa, é sepultura…a bruta mina, entre os cascalhos… labaredas e escombros…vela.

Pobre bombeiro, pobre Olavo Bilac, Machado, Drummond, Goulart, Leminski, Fernando Pessoa e suas pessoas e mais milhões de pessoas que hoje estão órfãs de uma história que estava em um museu que passa a ser… mausoléu…

Triste fico, mas agora, definitivamente, isto deixa este pífio escritor, realmente, sem palavras.

João Aranha

21/12/2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: